Se você está pensando em se tornar um profissional de compras ou se vale continuar investindo na carreira de comprador, saiba que a área de gestão de suprimentos é uma das que mais crescem no país.

Prova disso é que o profissional de compras está entre as carreiras mais promissoras para 2022, segundo estudo feito pela empresa PageGroup. Os profissionais da área geralmente são graduados em Administração, Ciências Contábeis, Economia ou Engenharia.

Você pode estar se perguntando: o que atrai tanta gente para a profissão de comprador? Além dos salários médios de quase R$ 14.000 para gerentes de compras, de acordo com o site Glassdoor, a área oferece novos desafios e uma variedade de setores para atuação.

Ser um profissional de compras é uma ótima escolha para recém-formados que buscam uma carreira movimentada, com grandes possibilidades de crescimento.

A seguir, reunimos as principais perguntas e respostas sobre a carreira em compras corporativas.

Continue a leitura e descubra!

Por que a carreira de comprador está crescendo?

Do lado das empresas, o principal motivo pela alta procura por profissionais de compras, que realmente entendam a rotina do setor, é que o departamento é responsável por boa parte dos gastos de toda organização.

Neste contexto, a necessidade de economia e de aumento da competitividade é evidente, ainda mais em momentos de cenários incertos. Isso porque, R$ 1 real economizado em compras significa R$ 1 real de lucro para a empresa.

O aumento da complexidade do supply chain e a dificuldade em prever as tendências de oferta e demanda são fatores que pressionam as empresas a buscarem profissionais mais preparados.

O que reforça o fato de que a área de compras, antes vista como suporte para outros departamentos, passou por um super upgrade, tornando-se estratégica para as companhias.

Como ingressar na carreira de compras?

Apesar do crescimento da profissão nos últimos anos, não existe um curso de graduação específico para gestão de compras. Os profissionais do setor geralmente são formados em Administração, Ciências Contábeis, Economia ou Engenharia.

Os cargos mais comuns são: assistente, analista, gestor e especialista de compras. O chief procurement officer (CPO), ou em português, diretor de suprimentos, é o nível C-Level.

Para dar um up no currículo e conquistar mais oportunidades no mercado de trabalho, o profissional de compras pode se especializar em cursos de procurement, logística e supply chain, além de realizar treinamentos voltados à liderança e gestão de pessoas.

Além disso, o profissional de compras precisa desenvolver as mais diversas habilidades técnicas, como o uso de ferramentas digitais e técnicas de negociação, e as habilidades comportamentais, como criatividade e escuta ativa.

Na maior parte do tempo, o comprador se relaciona com pessoas de diferentes setores e com fornecedores. Por isso, o profissional deve saber se relacionar e se comunicar bem com todos.

Neste post, listamos as principais competências que todo comprador deve ter em 2022.

Para chegar ao cargo de gestor de compras, é necessário conhecer o universo das compras corporativas como ninguém, estudar o mercado, as tendências e a disponibilidade de mercadorias, além de lidar com a responsabilidade de treinar e coordenar a equipe de compras.

Ter um mestrado ou MBA na área aumentam as chances de avançar para uma posição gerencial. Algumas escolas oferecem cursos de supply chain 4.0, negociação e avaliação de fornecedores, gestão de operações, gestão para competitividade, analytics e data science, entre outros.

Quais são as atribuições do profissional de compras?

O comprador procura fontes alternativas de abastecimento e novos parceiros de negócio. Aqui, o foco é conquistar economia, maior competitividade e trazer inovação.

Tão importante quanto a seleção dos melhores parceiros é compreender os processos de avaliação, homologação e auditorias. Por isso, é fundamental que o comprador tenha conhecimento sobre as práticas de gestão de fornecedores.

Avaliar e acompanhar histórico de compras, demanda, sazonalidade das mercadorias e melhores oportunidades para as aquisições são algumas das atribuições do comprador.

Nos dias atuais, o profissional de compras também precisa construir uma base de fornecedores confiáveis, criar e aprimorar processos relacionados ao compliance em compras e considerar os critérios ESG em suas decisões.

Seja para atuar com compras diretas ou indiretas, o comprador busca parcerias estratégicas em todas as suas relações, ou seja, precisa entender sobre a arte da negociação.

E quando falamos em negociação, não se trata apenas da relação com fornecedores. O profissional de compras também avalia as requisições de compras, se estão de acordo com os objetivos dos negócios, entre outros critérios.

Quais são os principais desafios de um profissional de compras?

Apesar das vantagens da carreira na área de compras, como salários competitivos e oportunidades dentro e fora do país, o comprador encontra muitos desafios a serem vencidos.

Para prosperar na carreira, o profissional de compras tem como principal desafio o desenvolvimento de uma forte capacidade analítica.

Se por um lado os riscos sempre farão parte de sua rotina, por outro, saber administrá-los usando as ferramentas corretas é um diferencial para a construção de uma carreira sólida.

Estar atento à conduta de fornecedores também é essencial para um comprador. Afinal, em breve, essa imagem será um reflexo da empresa compradora.

Por isso, é esperado que esse profissional construa estratégias para uma gestão eficiente de todos os detalhes importantes para a área de compras.

Não é à toa que os profissionais de mais destaque no setor são aqueles que usam todas as ferramentas disponíveis a seu favor para gerar economia, ganhos operacionais, colaboração com fornecedores e lucro.

Quais são as tendências para crescer na profissão?

As organizações estão investindo em novas tecnologias para enfrentar os desafios do mercado. No entanto, ainda são poucas as pessoas que mergulharam na transformação digital e têm conhecimento sobre ferramentas de gestão de compras.

Assim como os profissionais de Tecnologia da Informação (TI), compradores profissionais precisam se manter atualizados para atuarem de forma estratégica.

Isso requer interação constante com a tecnologia, não apenas para otimizar as práticas de aquisição, mas também para impulsionar negócios e a inovação.

Atualmente, profissionais que consideram a tecnologia como grande aliada da área de compras, que usam as ferramentas para otimizar processos e tornar suas decisões mais transparentes, estão entre os mais buscados no mercado.

Com a automação dos processos de compras, o comprador é liberado das tarefas manuais e descentralizadas, para se dedicar às estratégias mais relevantes.

Por meio de soluções digitais, o profissional de compras tem acesso a relatórios e KPIs e, ao acompanhar e medir o desempenho de todas as ações do departamento, pode tomar decisões baseadas em dados e não em suposições.

Por fim, a área de compras é um dos poucos setores que dão aos profissionais a oportunidade de mostrar suas competências e assumir o controle de projetos, do início ao fim.

Por ter de acompanhar as mudanças e se adaptar rapidamente aos mais diferentes cenários, a profissão de comprador é uma das mais promissoras hoje e no futuro.

Até a próxima! 😉